Para Sentir

“Só devemos dizer aquilo que o coração pode testificar mediante atos sinceros, porque, de outra forma, as afirmações são simples ruído sonoro de uma caixa vazia.”

Texto extraído do livro BOA NOVA, Lição 10 – O Perdão - Psicografia de Francisco Cândido Xavier, por Humberto de Campos

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Indagações do cotidiano

natal18 Para refletir na semana!

Você acredita na vitória do bem, sem que nos disponhamos a trabalhar para isso?
Admite você a sua capacidade errar a fim de aprender ou, acaso, se julga infalível?
Se estamos positivamente ao lado do bem, que estaremos aguardando para cooperar em benefício dos outros?
Nas horas de crise você se coloca no lugar da pessoa em dificuldade?
E se a criatura enganada pela sombra fosse um de nós?
Se você diz que não perdoa a quem lhe ofende, porventura crê que amanhã não precisará do perdão de alguém?
Você está ajudando a extinguir os males do caminho ou está agravando esses males com atitudes ou palavras inoportunas?
Irritação ou amargura, algum dia, terão rendido paz ou felicidade para você?
Que mais lhe atrai na convivência com o próximo: a carranca negativa ou o sorriso de animação?
Que importa o julgamento menos feliz dos outros a seu respeito, se você traz a consciência tranquila?
É possível que determinados companheiros nos incomodem presentemente, no entanto, será que temos vivido, até agora, sem incomodar a ninguém?
Você acredita que alguém pode achar a felicidade admitindo-se infeliz?
ANDRÉ LUIZ

Um comentário:

  1. Olá!

    passei por aqui!!!
    =D

    ______
    ____(_)_
    __(_)O(_)
    ____(_)
    ____ \/
    ___ \\|//

    Uma boa semaninha para vc, meu amigo(a)!!!


    Que sua presença,
    seja sempre um sopro de ar puro
    para o ambiente em que estiver.

    Que sua pessoa seja digna de confiança,
    mas com um toque de criatividade.
    Disponível, mas sem esquecer-se de si.

    Incansável pelo ideal,
    mas satisfeita com a vida.
    Ligada aos amigos,
    mas capaz de pensar distante.

    Não conte os anos que já viveu,
    mas ame a vida simplesmente.
    Ocupe-se intensamente no que faz,
    sem pensar no que poderia ter feito.

    E se um dia já não puder seguir
    fisicamente o ritmo habitual,
    descubra mil outras coisas para fazer,
    outros mundos para explorar
    e pessoas para amar, mantendo a paz e o entusiasmo no espírito.

    Assim, muitos buscarão a sua amizade,
    pela sua alegria contagiante,
    pela sua inspiração que sugere,
    e, sobretudo pelo exemplo que proporciona
    de uma vida plenamente realizada.


    (autor desconhecido)


    COM CARINHO...Bjoooo
    ______
    ____(_)_
    __(_)O(_)
    ____(_)
    ____ \/
    ___ \\|//ღViViAn\\(^_^)// Sbrussi

    ResponderExcluir